quarta-feira, 10 de abril de 2013

Mudando de Ares


Durante a noite, sonhei. Lembrei do passado, senti o presente, cogitei o futuro. Eu era livre! Livre como um pássaro. Eu podia voar para onde eu quisesse, para quem eu quisesse... Quem fosse me fazer feliz. Eu podia estar errado, mas viver naquele martírio, naquele amor que, até então, eu reprimia. Era cômodo amá-la. Como era... Eu ainda não compreendia os sentimentos de Flora. Pude ver em seus olhos o carinho que ainda tinha por mim... Ela me amava. Eu sabia que ela me amava! Aliás, eu podia estar errado... Quando me declarei para Flora, ela me disse: “Na vida nada é feito de certezas... Mas não custa tentar!” Não. Eu não iria me prender para sempre naquele amor.



Ao acordar, coloquei algumas roupas em duas malas – se o que eu estivesse planejando fosse acontecer, eu passaria um bom tempo longe de Bridgeport.
Nunca agi por impulso. Sempre fui preciso, frio, sem me deixar levar pelas emoções. Peguei o telefone e fiz a reserva de um voo. Passagem apenas de ida.


É claro que, durante todo o percurso, pensei no que falaria, mas nenhuma das inúmeras frases conseguiu sair perfeita.
Assim que ela me avistou na pequena sala do estúdio, indagou:
- Andrew? O que faz aqui?
- Lembra quando você me convidou para conhecer a cidade? Então... Resolvi vir.


Sophia me olhou incrédula.
- O que foi? – Indaguei. – Não gostou da “surpresa”?
- Gostei! É claro que eu gostei, seu maluco! Mas... O que te levou a decidir isso?
- Carpe Diem. Aproveite o momento! Eu preciso de novos ares, um novo mundo. Não quero que pense que vim atrás de você para esquecer minha ex-namorada ou algo do tipo. Apenas quero curtir a vida! E... Eu acho que você tem os mesmos pensamentos que eu.
- Ual! Fico feliz em saber que pude te fazer mudar um pouco de ideia...
  

Puxei-a pela cintura e disse:
- Você não tem ideia do quanto você me mudou!
- Você não disse algo sobre “nada de compromisso”? – Ela me olhou seriamente.
- Não estou falando em compromisso. Somos amigos, não somos?
- Amigos com benefícios?
- Como você preferir...


Sophia pulou em meu colo e segurei-a firmemente.
- Tudo bem...  Amigos com benefícios. Só saiba que eu posso ser uma menina muito malvada caso você encontre outra “amiga” por ai... Está pronto para correr os riscos?
- Eu nasci pronto! 


Sophia trancou a porta e caminhou lentamente em minha direção:
- Acho que estou gostando dessa ideia... Um amigo com benefícios... Tenho certeza que vamos nos divertir bastante, Andrew Baron!

Ela me jogou no chão e pulou sobre mim.

É óbvio que não preciso dizer em que aquela conversa terminou...



Se eu estava feliz? Felicidade é algo relativo, meus amores. Apenas quero viver o meu presente! Sem focar em Flora, Jessica, pai, mãe, Christopher, Sally, Begônia, Alexis, Catarina, ou em qualquer outra pessoa. Eu precisava de um pouco de egoísmo... Eu precisava da minha felicidade. E apenas eu é que posso fazê-la existir...

Quanto à amizade colorida com fidelidade? Deixemos para os próximos capítulos...

*-*-*-*-*

Agora os tapas né? Bom... Vocês sabem o quanto tenho me esforçado para manter esse blog. Apesar de, algumas vezes, atrasar uma atualização, postar quando não é pra postar, não postar quando é pra postar... Enfim! O fato é que ultimamente não tenho tido tempo pra quase nada e este blog é o único lazer que tenho tido e que quero continuar a ter. Os amigos mais íntimos sabem o quanto dar vida a Andrew Baron mudou minha vida e tem mudado. Quero agradecer IMENSAMENTE o apoio de todos vocês, em especial às companheiras de loucura Jessica e Misslene, e avisar que pretendo voltar o mais breve possível, assim que eu tiver algumas atualizações prontas para encaminhar... 
Algumas palavras de "alguém"...

"Em breve volto, amores! O amarelo não é nem LOUCO de me deixar congelado nesse jogo... Se bem que... É... A Sophia tem me dado motivos de sobra pra ficar na cama! Um grande beijo a todos vocês e até breve! Voltarei mais ousado, mais atrevido e tão gostoso quanto sempre! Adieu! ;***"
- BARON, Andrew

17 comentários:

  1. Simplesmente perfeito!!;)

    ResponderExcluir
  2. Mal posso esperar pelo retorno no Sr. Andrew "delícia" Baron...
    Voltando a ser o mesmo cara alto astral e ousado (embora prefira o termo "caliente"), de antes...
    E tenho q concordar, Sr. Baron "Felicidade é algo relativo, meus amores." não poderia ter usado palavras mais verdadeiras que esta...

    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS: Adorei a trilha sonora... (;

      Excluir
    2. Será que já não estou voltando?
      Fico feliz que tenha gostado, Cassia!

      Beijão ;**

      Excluir
  3. Adorei o capítulo! Realmente, felicidade é algo relativo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meguita *¬*
      Que bom gostou! Sim... O pior é que ela é! >.<'

      Beijão ;**

      Excluir
  4. Eu não sei o que comentar dessa vez '-' Isso não é normal '-'
    Pulando a parte de ir ser feliz com a Sophia, espero que você consiga mesmo achar sua felicidade amour, mesmo sendo algo relativo. Desde que a Flora saiu da sua vida, eu to esperando sua felicidade reaparecer!
    E é bom que você e seu criador não sumam mesmo! u_u Arrebento os dois!
    Enquanto isso eu fico esperando ansiosamente pela sua volta amour ;/

    Beeeijo ;* s2s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkk' Que milagre! Você geralmente fala pelos cotovelos kkkkkkkkkkkkk'
      A felicidade já reapareceu, anjo! *-*
      Não sumiremos ;B

      Já estou de volta, amour <333

      Beijão!

      Excluir
  5. Bom, eu acho que está certo ter um tempo para você mesmo, muita vezes precisamos pensar em nós mesmos e ser um pouco egoísta.
    Fica bem amigo e divirta-se com sua amiga, é uma amizade com benefícios é sempre uma boa ideia....rs

    Abraçosssss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigão, eu estava MESMO precisando!
      Uma amizade com benefícios até que vale né? Que o digam você e a Vicky! :B
      Safadão!

      Abraços!

      Excluir
  6. Realmente a felicidade é algo relativo, And... Uma grande verdade. E outra verdade foi quando você disse que precisava de mais egoísmo... Também é verdade! As vezes uma pessoa vive para fazer os outros felizes e esquece que também quer ser feliz, Baron...

    Abraços, Ben

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ben, algumas pessoas vivem em torno dos outros e não pode ser assim... Temos de agir conforme nosso coração, mas não deixando de lado a nossa felicidade.

      Abração!

      Excluir
  7. Né, eu acho que Andrew está bem pra baixo e concordo em ir em busca de sua felicidade, só não acredito que esta seja uma boa maneira, acho que na realidade não se prender a ninguém só vai acabar deixando você mais desgastado ainda, sabe como é, vivendo apenas o presente e não pensando no futuro. Bom, mas vamos ver o que você vai tirar de proveito neste tempo só seu.

    De novo adoreeeeeeei a música. haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lalilas, obrigado pelo apoio! Será que não foi? heheh'
      Amo não estar preso em um relacionamento... \õ/ ahhaha'
      Vamos ver o que acontecerá né?

      Que bom que gostou *----*

      Beijão ;**

      Excluir