terça-feira, 30 de julho de 2013

Um sonho chamado Sunlit Tides


Desde que vi pela internet as fotos de Sunlit Tides – principalmente através da Lana e da Sally -, fiquei encantado com aquele lugar. É claro que Isla Paradiso tinha seu charme e suas inúmeras aventuras, mas viajar para Sunlit Tides era realmente a realização de um sonho.
Quando desembarquei na ilha, aluguei um carro e tentei chegar à casa que havia alugado com o auxílio do lindo, maravilhoso, incrível, perfeito GPS. É claro que me perdi um pouco, afinal, areia por todo logo chega a nos confundir.


A casa era extremamente charmosa! Pequena, moderna e confortável como eu queria. Peguei a chave com o proprietário, coloquei minhas coisas no quarto e fui conhecer um pouco mais daquele lugar maravilhoso.


Meu primeiro destino foi a praia. Não precisei sequer usar o carro, caminhando alguns metros atrás da casa, eu já me deparava com a água cristalina de Sunlit Tides.


Coloquei minhas roupas em um lugar e fui para a água. Eu estava tão feliz, mas tão feliz,  que parecia uma criança que acabara de ganhar a sua viagem para a Disney! 


Voltei até a casa, levei minhas roupas, busquei um Guarda Sol e uma toalha e voltei para a praia. Eu queria relaxar, ainda por cima tinha a chance de ficar bronzeado.


Já havia passado um bom tempo quando ouvi uma voz perto de mim:
- Ual! Nunca achei que fosse encontrar um peixe tão grande e tão gostoso assim, do nada.

Abri os olhos e avistei uma garota loira e incrivelmente linda na minha frente.
- E a partir de agora começo a acreditar que sereias existem...


Levantei e me aproximei da garota, mas antes que eu pudesse falar algo, ela disse:
- Nossa, Andrew Baron, você é mais gostoso ainda de perto! – Ela riu.
- Você é direta, hein? Só que estamos em desvantagem... Eu não sei o seu nome...
- Helga! Helga Duncan!
- Prazer, Helga! Você é sempre assim direta? 


- Digamos que quando eu quero... – Ela riu. – Gosto de aproveitar a vida ao máximo! Fujo do estereótipo de garotinha patricinha, fofinha e metidinha...
- Hum... Somos um pouco parecidos... Mora em Sunlit ou está passando as férias?
- Férias... Da universidade.

Foi então que me toquei que a garota aparentava ser mais nova. Gelei! 


- Você tem quantos anos?
- 19. Não se preocupa. Você não vai ser acusado de pedofilia... – Ela riu. – Você chegou quando?
- Hoje! Há quase duas horas... E você?
- Já tenho duas semanas aqui. Se quiser, posso te mostrar alguns lugares daqui mais tarde...  
- É uma boa... Cheguei hoje e vai ser uma boa ideia conhecer melhor a ilha.


Trocamos telefones e ela disse:
- Eu vou indo... Preciso encontrar uma amiga. Nos vemos mais tarde?
- Com certeza!
- Então, até mais peixão! 

quinta-feira, 25 de julho de 2013

O Plano das Flores


Begônia entrou e eu fechei a porta.
- Begônia! – Sorri.
- Você é muito cínico!
- Olha, desculpa por aquilo, mas...
- Mas nada! Você precisava ver o constrangimento quando eu cheguei àquele restaurante e encontrei o Derick! 


- Quando eu recebi as flores, até que fiquei feliz... Poxa! Ele é um partidão, bonito, inteligente, romântico, sensível... Só que aí, quando cheguei ao restaurante e conversamos e ele me disse que não havia mandado flor nenhuma, eu fiquei puta da vida! Como você faz uma coisa dessas? – Ela estava visivelmente irritada.
- Eu achei que...
- Não tinha que achar nada! – Ela gritou. – Tinha que ficar na sua! 
- Begônia, olha... Desculpa! Eu sei que não devia ter feito isso, mas... Você triste, ele triste, os dois gente boa... 


- Deu certo, seu bobão! – Ela riu.
- O QUE? – Eu berrei. – Espera! Você e o Derick?
- É... Ele tentou te ligar para contar e eu vim a Bridgeport arrumar minhas coisas... Vou me mudar para Barnacle e administrar a empresa de lá!
- Já vão morar juntos?
- Não... Ainda não! Mas estamos namorando e felizes!
- Você não imagina como eu fiquei feliz com isso! E o Lucas?


- Ele é um amor! Inteligente, lindo, tudo de bom! Como o Derick...
- Ai Deus!
- Mas eu não vim aqui só por isso...
- Não? Aconteceu alguma coisa?
- Na realidade eu não sei... É com a Flora, And.
- Ela está bem?
- Ela não conversa mais conosco por Skype, excluiu o Facebook, só responde e-mails dizendo “Estou bem! Beijos!”. Eu não sei o que pode ter acontecido... Eu tenho medo que ela tenha tido alguma recaída com a bebida... 


- Eu... Eu não imaginava isso...
- Eu vou até Shang Simla antes de voltar para Barnacle... Quero ver de perto...
- Quer que eu vá contigo?
- Acho melhor não... Ela não sabe que eu vou... Eu vim saber se você tinha alguma notícia dela...
- Olha, Begônia, a última vez que falei com ela foi em fevereiro em Champs Les Sims...
- Vocês brigaram?
- Não. Ficamos na amizade numa boa. 


Begônia e eu ainda conversamos por alguns minutos. Combinei de aparecer em Barnacle qualquer dia desses para visitar o novo casal e poder zoar com o Derick! 


Após minha ex-cunhada ir embora, resolvi decidir qual seria meu destino de viagem... Pensei em voltar à França, mas eu queria um lugar mais... Tropical! Acessei alguns sites e fiquei em dúvida: Sunlit Tides ou Isla Paradiso?
Porém, acima de tudo, eu não conseguia tirar os inúmeros problemas de minha cabeça... Eu não estava feliz... Eu havia perdido a minha essência... Eu precisava recuperá-la ou me anular de uma vez por todas! E eu sabia muito bem o que fazer nessa viagem...

*-*-*-*-*
Queridos, devo muitas desculpas! Sei que todos estão cansados de minhas desculpas pelos atrasos. Primeiramente fiz vestibular três dias seguidos e fiquei cansado ao extremo! Depois peguei um baita resfriado e, pra piorar de vez a situação, me vi apaixonado (mas graças a Deus já me curei dessa doença também). Pra piorar, ando completamente desanimado com o blog e extremamente ocupado com os estudos... Peço muitas desculpas e prometo não deixá-los tanto tempo sem atualizações!

domingo, 7 de julho de 2013

Chantagem – Parte III (Final)


Lala Angelista me recebeu em sua sala naquela tarde:
- Andrew, eu jamais esperaria receber uma visita sua! A Tiara não está...
- Lala, eu vim falar com a senhora sobre ela...
- Corte o senhora! Temos quase a mesma idade! – Ela riu. – Sobre a Tiara? Sente-se!


Sentei-me no sofá e contei a história para Lala. Ela ficou incrédula com a atitude da filha.
- A Tiara... A minha filha fez isso?
- Sim. Eu falei com o Stanley e ele me falou que você provavelmente não apoiaria isso! Eu sei que deveria resolver isso com ela, mas eu não posso prejudicar a minha carreira e a credibilidade da Alicia e do Stanley.
- Jamais! Andrew, você não precisa ceder à chantagem alguma!
- Eu sei que ela pode até divulgar as fotos depois, nós já nos preparamos. Só quero que saiba que, se ela fizer isso, a carreira dela vai estar acabada! 


Pude notar uma lágrima escorrendo pelo olho de Lala.
- Desculpa ter vindo aqui.
- Não, meu querido. Não se preocupe! Eu moldei a minha filha de forma errada... Eu sempre estava em festas, baladas... Queria curtir minha vida jovem... E hoje me arrependo tanto! Desde que ela foi abandonada por aquele noivo, a vida da Tiara mudou completamente! Ela ficou rebelde...
- Lala, as pessoas erram. É normal... Mas reconhecer o erro é o mais digno de tudo.
- Eu... Obrigada, querido! Eu vou conversar com a Tiara... Eu te garanto que ela não vai te prejudicar. Pode confiar em mim! 


Voltei para casa naquele dia pensando em tudo que Lala havia me contado. Por mais que Tiara fosse uma maluca, eu nutria um carinho por ela. Era horrível ver que alguém com quem você se envolveu se tornou uma criatura tão baixa a ponto de chantagear alguém... Só me restava aguardar!


Alguns dias depois...

Com o passar dos dias, nada soube sobre Tiara. As filmagens acabaram e eu passei a curtir minhas merecidas férias...
Naquela manhã, recebi um telefonema de Lala Angelista:
- Andrew, bom dia!
- Lala! Como está?
- Estou bem, querido. Eu... Eu conversei com a Tiara. Ela apagou todas as fotos e prometeu que, quando tiver coragem, vai pedir desculpas a você. Ela se arrependeu do que fez.
- Muito obrigado, Lala! Você tirou um peso das minhas costas!
- Eu fiz algo que deveria ter feito há muito tempo... Eu contei a Tiara sobre o pai dela. Acho que agora tudo vai se resolver. Assim espero!
- Vai sim! Pode apostar! 


Assim que desliguei o telefone, ouvi a campainha tocar. Corri para abrir a porta e avistei Begônia parada me olhando.
Ao abrir a porta, ela disse:
- O senhor acha bonito armar para cima das pessoas, senhor Andrew Baron?!

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Chantagem – Parte II


Alicia chegou a minha na hora marcada e, ainda na porta, falei:
- Entra rápido!

Fechei a porta e Alicia me olhou assustada:
- O que aconteceu, Andrew?
- A Tiara descobriu tudo e tirou foto de um beijo nosso. Agora está me chantageando pronta para entregar as fotos para o jornal que melhor pagar. Aí ferra a minha carreira, a sua e a do Stanley.
- EU NÃO ACREDITO NISSO! EU VOU DAR NA CARA DAQUELA VACA! – Alicia berrou.

Eu a segurei e disse:
- Não vai! Vai ser pior! Precisamos agir com cautela! 


- Como agir com cautela numa situação dessas?
- Bom... Se a Tiara entregar essas fotos, vão insinuar que só consegui o papel nesse filme por estar dormindo com a diretora...
- Ou com o diretor né? Podem dizer que você faz isso com todos!
- É... Amanhã chegamos à Bridgeport e vamos direto falar com o Stanley!
- E o que ela quer em troca?
- Que eu namore com ela. 


Alicia começou a rir.
- É sério isso? Ela é muito sem noção!
- Eu posso dar um jeito de pegar ela me ameaçando e divulgar... Mas ela vai se ver comigo! Eu não vou deixar barato não, Alicia! Ninguém nunca me chantageou, mas eu vou fazer a Tiara se arrepender de te feito isso! Ah se vou! 


No dia seguinte, assim que desembarcamos em Bridgeport, fomos direto para a casa do Stanley.
- Quer dizer que vocês dois se envolveram e que a Tiara descobriu e está chantageando o Andrew? Eu não acredito numa coisa dessas!
- Stanley, aconteceu! Nós somos adultos, sabíamos o que estávamos fazendo! Além do mais, não atrapalhou em nada o nosso trabalho.
- Sim! Eu sei que vocês são competentes... O problema é que...
- É que... ?
- É que isso pode prejudicar muito a carreira do Andrew! E a sua também, Alicia! A imprensa marrom está lá fora pronta para dar o bote...


- E se a gente descobrisse algum segredo da Tiara? Ou da família dela?
- Espera ai! – Alicia falou. – Tem uma fofoca que rola por aí que o Reuben Littler é pai da Tiara...
- É... Eu sei dessa fofoca. Mas não acho digno usar de chantagem...  – Stanley rebateu. – E outra, envolveria a família do Reuben e a Lala...
- Por falar nela, acha que ela apoia essa chantagem da filha, Stan? – Alicia perguntou.
- Creio que não. A Lala pode ser uma doidivanas, mas aprontar algo assim, não. Se ela fosse como a filha, teria revelado a paternidade dela... E ganharia uma boa grana!
- Acho que ela pode me ajudar, Stanley! Eu vou procurar a mãe da Tiara! – Falei.

*-*-*-*-*-*
AVISO
Olá, amigos! Coloquei este aviso com letras garrafais para esclarecer umas coisas... Dia desses recebi um comentário bem maldoso aqui no blog, em que a pessoa reclamava do fato de eu não atualizar sempre. Bom, eu tenho vida! E tenho obrigações! "Ah, AB! Porque você não posta todo dia?!". Eu estudo, trabalho e ainda por cima ajudo minha mãe com as tarefas de casa! Não sou um desocupado.Sei que muitas vezes as atualizações são pequenas, mas não posso prejudicar meus estudos por uma diversão. "Ah, AB! Mas você atualiza Vida de Estudante!". Atualizo praticamente uma vez por mês! A atualização de hoje ficou menor ainda porque era para ser junta com a última, mas, como não tive tempo (devido às festas juninas e ao meu aniversário - sim, eu não sou um robô, eu tenho direito a me divertir) achei melhor postar hoje. Não quero que todos os leitores levem isso como uma grosseria da minha parte, sei que os mais assíduos sabem da minha vida, mas uns e outros amam criticar. Gostaria de pedir desculpas a todos pelos atrasos, mas não tenho tido muito tempo e não cogito a hipótese de parar o blog! Um grande abraço a todos!