domingo, 25 de agosto de 2013

Verdades Amargas – Parte I


Eu poderia muito bem fingir que não havia me importado com aquela situação. Eu poderia deixar de lado todas as lágrimas, todo o sofrimento, mas saber que Flora estava na UTI era algo extremamente preocupante. Não desaluguei a casa em Sunlit, pretendia voltar para lá, mas eu precisava vê-la.


Begônia pediu que eu não fosse diretamente ao hospital, mas que nos encontrássemos em minha casa. Acatei e, no horário marcado, ela estava lá!
- Explica o que aconteceu! Estou preocupado!
- Calma. Eu vou te explicar...


Sentamos no sofá e Begônia falou:
- Quando a Flora parou de dar notícias, eu e meus pais ficamos extremamente preocupados. Ela não estava mais utilizando o Skype para fazermos chamadas de vídeo, apenas mandava mensagens. Quando cheguei a Shang Simla, resolvi procurar por ela no restaurante em que trabalhava. Quando cheguei lá, me disseram que a Flora estava... De férias. Procurei a casa onde ela morava e soube que ela havia sumido há algumas semanas. Resolvi procurar em locais como hospitais, delegacias, IML, clínicas de reabilitação. Tive medo de que aquele problema pudesse voltar... 


- Begônia, você está fazendo uma grande volta! Seja direta, por favor!
- Desculpa. Continuando... Eu encontrei a Flora em um hospital de Shang Simla. Ela havia sido atropelada por uma bicicleta próximo a uma encosta e o baque a fez cair pela ribanceira.
- Ela está bem?
- Sim... Ela ficou na UTI por alguns dias apenas por precaução. Agora já está no quarto e, desde que cheguei aqui, tentei te ligar.  
- Ok. Eu só não entendi porque você me chamou! Poderia ter me contado isso por telefone.


- Andrew, é que... Ai, droga! Como explicar?
- Eu não sei, Begônia. Seja direta. Sem meias palavras.
- Ok. Quando a Flora foi atropelada, aconteceu uma coisa...
- Ela ficou paraplégica? É isso, Begônia?
- Não!
- PORRA! Seja direta! Estou ficando nervoso!


- A Flora estava grávida, Andrew! É isso! Grávida! Uma gestação de oito meses! Descobri isso quando falei com o médico e ela me confirmou.
- Grávida? – Perguntei perplexo.
- Sim! Grávida! Por isso eu te chamei! A Flora estava esperando um filho teu!
- Não... Não pode ser, Begônia! A gente tomava todo cuidado necessário...
- Não sei como aconteceu, só Deus e vocês é que sabem... Ela estava esperando um menino. Seu filho, Andrew!


Levantei assustado. Eu nunca havia imaginado ter um filho, aliás, já havia imaginado, mas não naquela situação.
- Você disse... Que ela estava esperando?
- Sim, Andrew... A Flora perdeu o bebê...


Eu não conseguia acreditar... Um filho. Um filho.
Era algo tão absurdo e, ao mesmo tempo, tão assustador. Como? Por que ela escondeu de mim? Por que ela terminou comigo?
Senti uma vontade imensa de chorar. E foi o que eu fiz. Aquilo tudo desativou dentro de mim o Andrew Forte, aquele que não se abala... 


- Por que ela fez isso? – Eu perguntei.
- Eu não sei ao certo... Só ela pode te explicar, Andrew! Só ela...
- Ela não podia ter feito isso comigo, Begônia! ELA NÃO PODIA! – Eu berrei.  – É culpa dela! É culpa da Flora!
- Não fala isso, Andrew! Eu só vou deixar você falar com a minha irmã se você prometer que não vai culpá-la. Você sabe muito bem que a Flora entrou em depressão uma vez. Não quero que isso aconteça novamente. Lembre-se do que eu disse: se você fizer algo que machuque a minha irmã, quem vai se intrometer sou eu!


Respirei fundo. Ainda não sabia os motivos de Flora, por mais absurdos que fossem.
- Desculpa. – Falei. – Eu prometo que não vou acusá-la de nada.
- Ótimo! Quando você quiser ir vê-la, me avisa. Ela está em um quarto e vai ter alta em breve.
- Eu quero ir agora. Por favor, Begônia!
- Certeza?
- Sim... Por favor! Eu prometo que não vou dizer nada que a machuque. Eu prometo.

12 comentários:

  1. Ain amour, eu nem sei o que falar ;/
    Um filho é tão mágico, tão encantador! E justamente quando você descobre que seria pai, descobre também que ela perdeu o bebê! Deve ser a pior sensação do mundo, e sei que não tem como falar que não quero te ver triste agora, porque é impossível não ficar. Mas tenta ficar bem ok!? Na medida do possível!
    Que eu não gosto da Flora você já sabe, mas também não vou começar a julgar. Foi MUITA mancada, irresponsabilidade da parte dela não te contar que estava grávida, mas como não conheço seus motivos, é melhor não falar nada! Mas independente de tudo, de qualquer motivo, você tinha o direito de saber que seria pai, isso é uma coisa tão importante, uma coisa que mudaria completamente o rumo da sua vida! ;/
    Sinto muito mon amour, por você, pelo seu filho, vocês não mereciam isso! ;((
    Mas vai falar mesmo com a Flora, nada como uma boa conversa né!

    Você já sabe, mas só pra reforçar, eu to aqui do teu lado amour, pro que você precisar! ;/
    beeeeeijo ;* ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amour, eu também não sei o que dizer... Aliás, está tudo tão embaçado na minha mente que nem consigo raciocinar! Eu nunca me imaginei sendo pai... De uns tempos pra cá que essa ideia floresceu em mim, mas apenas uma ideia, não achei que pudesse acontecer... A Flora mais uma vez me magoou... Aliás, ela está colecionando mágoas em mim né?
      Sim. Ela foi uma irresponsável, mas não posso julgá-la. Ela está sofrendo tanto quanto eu... Não sei se mudaria tanto os rumos da minha vida, pelo menos eu tentaria ser um pai maravilhoso!
      Obrigado, meu anjo! Agradeço todo o carinho!
      Vamos ver o que ela tem a me dizer... Eu quero e preciso saber de tudo! =/

      Beijão!

      Excluir
    2. Eu não posso nem imaginar o que você ta sentindo amour, até porque acho que só quem passa por esse tipo de coisa sabe como é! Mas sinto sua dor, sei que deve estar sendo muito difícil pensar em qualquer coisa agora! Mas vamos com calma, vai lá ouvir o que ela tem a dizer mesmo, afinal só ela pode te explicar tudo... Mas quero muito ver com que cara ela vai olhar pra você depois disso! ¬¬'
      Ela já pode fazer um livro de como te magoar amour, ta ficando muito boa nisso viu! Mas, vou esperar a explicação dela, pra ver se vou continuar falando mal!
      E relaxa, você vai ser um pai maravilhoso amour, quando for pra ser!!

      Fica bem ♥
      beeeeeijo ;*

      Excluir
    3. Ain, amour! É difícil mesmo... =/
      Eu nem quero imaginar como olhar pra ela! Eu estou com um misto de ódio e pena da Flora... É horrível isso! =/

      Beijos, amour! ♥

      Excluir
  2. Nem preciso comentar a Jaque já disse tudo. Eu até gostava da Flora, mas te esconder uma gravidez...me decepcionou.
    Fique bem, viu?

    (imagens LINDAS *__*)

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Meg... Ela também fez todo o amor que sentia por ela desaparecer... Prefiro evitá-la de agora em diante! =/

      Obrigado, lindona!

      Beijão!

      Excluir
  3. OMG! Um filho seu e ela perdeu? :(
    Ela deveria ter dito a ti e também seria um momento certo pra ela ficar contigo por causa do bebê. :S
    Em certos momentos, por mais fortes que sejamos, pequenas coisas pode nos abalar.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, David, foi horrível =/
      Sim... Às vezes criamos uma "máscara" para esconder nossos sentimentos... Mas, na realidade, somos frágeis por dentro! =/

      Abração!

      Excluir
  4. Muito legal sua historinha. Um abraço e boa noite...

    ResponderExcluir
  5. Flora escondeu um filho seu And? Poxa!Que atitude mais insensata!
    Mas, tudo conversado e resolvido. Quem sabe com uma boa conversa, ela não te explica melhor por qual motivo ela escondeu a gravidez de você. Não é mesmo?

    Enfim,precisando já sabe que pode contar comigo! o/
    Fique bem!
    Beijão! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Malluzita! =/ Eu não esperava isso...
      Vamos ver o que ela tem a me dizer... Quem sabe não "melhora" a raiva que estou dela... =/

      Beijão!

      Excluir